sábado, outubro 01, 2005

Bites & Bytes

Às vezes me pego
Discorrendo sobre bites e bytes
Em uma forma decadente
Como se não mais houvesse esperança
Ou idéia do que se fazer
Em um futuro que não sabemos se virá!

E mergulhando em redes e servidores,
Faço os uploads de idéias
Ao passo em que realizo
O download daquilo
Que os outros pensam de mim...!

É impossível estar só,
E para mim isso me é
Como uma tortura insana...

Tudo conectado!

Todos interligados aos roteadores,
Prendendo-nos às redes e sistemas
Até perdermos a mínima identidade de nós mesmos!
Para sermos, ao final,
Nada mais do que bites e bytes
Perdidos em uma série lógica de um dísco rígido qualquer!


Jorge Alberto Neves*
16/09/2005 - 11:22:55


* obra protegida por copyright

12 comentários:

Anônimo disse...

Jorge muito criativo!
O poeta é um ser humano incrível dá vida a tudo que está a sua volta!
As vezes duvido se somos simples seres humanos!
Acho que somos Humanos demais...e não só simples...

Beijo Jorge
Bom Domingo para vc!

Sandra Bacili

Anônimo disse...

Jorge, muito legal as suas poesias. Você é multi-tarefa mesmo: advogado, músico, professor, poeta, etc.

Continue assim. Parabéns!
Abraços. Américo

Anônimo disse...

Eu que diga!!
amei..bjos,
darkside!

Anônimo disse...

Olá, Jorge!
Senti uma pequena puxadinha de orelhas nos internautas aí. De uma maneira geral, e por ser mais prático e seguro, estamos trocando o real pelo virtual. No final das contas a maioria acaba sumindo e não passam mais de meros bytes de um passado nem sempre tão distante.
Beijinhos carinhosos e abençoados
Elida Kronig / ADILE*RJ

Elida Kronig / ADILE*RJ disse...

Olá, Jorge!
Senti uma pequena puxadinha de orelhas nos internautas aí. De uma maneira geral, e por ser mais prático e seguro, estamos trocando o real pelo virtual. No final das contas a maioria acaba sumindo e não passam mais de meros bytes de um passado nem sempre tão distante.
Beijinhos carinhosos e abençoados

Marri disse...

Muito bom =]
como o Américo disse, você é multi tarefa =]
a gente se vê, gostei muito do blog, passarei por aqui
beijos

Anônimo disse...

Donde andas?..
saudades...dark

Anônimo disse...

Anterior às teclas estão os

terminais nervosos... rss

Gostei de passar aqui.

Bjo

Graça Carpes :)

http://pulsarpoetico.zip.net

edmiller6779440178 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Adorei conhecer seu blogger,suas poesias muitos bonitas.
Beijos

Anônimo disse...

Eu gostei muito desta, linda!!! todas elas sao especiais,mas esta é show!!!
um grade bjo
Angela

Cris disse...

Em meio a tanta tecnologia facilitando nossa vida, sendo que, com um simples toque em uma das teclas do nosso PC, conseguimos entrar no espaço de uma pessoa do outro lado do mundo... com isso o ser humano acaba realmente, se tornando um byte, um número ou somente um amigo virtual...rs. Todo avanço tem suas vantagens e desvantagens, e taí a desvantagem de tanta tecnologia... deixamos de estar próximos, deixamos de nos falar por telefone, deixamos de escrever cartas, etc... Tudo é muito rápido, não podemos perder "tempo", e assim vamos caminhando, faço de seus versos os meus, com sua permissão..rs:"...Todos interligados aos roteadores,
Prendendo-nos às redes e sistemas
Até perdermos a mínima identidade de nós mesmos...!!" Infelizmente, notamos que muitos de nós estamos perdendo a identidade...Mas, isso é real...não é apenas poesia!!!
Meu amigo, Parabéns por transmitir estas mensagens em forma poética... Quem sabe, assim paramos, refletimos e analisamos nossos caminhos e escolhas. Um grande abraço!