sexta-feira, agosto 25, 2006

A Poesia, A Música e a Insanidade

A poesia, a música e a insanidade
Insistem em visitar meus sonhos
De modo a que eu me perca
Em devaneios, em nuvens
E não veja onde pousa minha alma doída e inconformada.

Imagens em minha memória
Traem meus amores e ódios.
Experiência perdida é o meu passado
Apaixonado, que de bom, nada restou!


Somente ficou a dor traduzida em verso!
... há, apenas, um remorso de
não ter sido intenso, desmedido...!

Há a saudade do que não se foi
E a dor de nada ter tido de bom!
Hoje, a memória que há
É um amontoado de tristezas...
Coisas irrealizadas, atos não havidos,
Amores perdidos, amizades desgraçadas...

...

Mas o que acho é que a
Poesia, a música e a insanidade
Me atribuem uma lucidez estúpida
De somente ver erros em mim mesmo
Sem encontrar a doçura dos versos,
Da alegria das palavras,
Da doçura do toque e o frisson das carícias!

... Sim! Deve haver algo de digno
que a lucidez não atinja!
... algo que a música possa embalar,
a poesia em versos exaltar
e a insanidade, a irmã de todos nós,
tempere com a doçura selvagem
de ser puro e inocentemente
amante, criança, poeta!


Jorge Alberto Neves*
06.07.02 – 11:41:00



*obra protegida por copyright

3 comentários:

Amanda Alcântara disse...

adorei!!! a mistura poesia, música e insanidade ficaram perfeitas, né huauuu!!!!! eu visitarei seu blogg d novo se vc permitir é claru adorei mesmo abraços

Cris disse...

Penso que a música e a poesia são irmãs gêmeas, porém, uma de forma cantada e a outra recitada...rsr, mas ambas, retratam exatamente o perfil das coisas que enchergamos do mundo que nos rodeia... e com a ajuda da insanidade, conseguimos transcrever estas imagens que nos sondam, que muitas vezes nos assombram ou por vezes ressuscita momentos tão lindos que já estava esquecidos... Porque muitas vezes precisamos realmente estar insanos para expressar o que sentimos, mesmo que muitos não nos entendam....rsrs!!!

Cris disse...

Admiro as poesias que expressam o verdadeiro sentimento do ser humano.... por que só assim, revelamos que somos todos sujeitos a tropeçar nas peças que a vida nos da..rsr!! Um abraço!!!